quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

GEOGRAFIA DAS ÁGUAS: ESTUDO GEOAMBIENTAL DO MÉDIO CURSO DO RIO MAMANGUAPE-PB

043 - Geografia
Linha de Pesquisa: Ecossistemas e Impactos Ambientais nos Espaços Urbanos e Rurais.
Titulo: GEOGRAFIA DAS ÁGUAS: ESTUDO GEOAMBIENTAL DO MÉDIO CURSO DO RIO MAMANGUAPE-PB
Autor: Roberto Bezerra da Costa
(Orientador) Prof. Dr. Belarmino Mariano Neto UEPB/CH/DGH
(Examinador) Prof. Esp. José Eduardo de Santana UEPB/CH/DGH
(Examinador) Prof. Ms. Robson Pontes Freitas de Albuquerque UEPB/CH/DGH


RESUMO

O objetivo desta pesquisa foi analisar os impactos socioambientais do médio curso do rio Mamanguape. As bacias hidrográficas que passam por áreas urbanas estão sujeitas as intervenções das ações humanas, bem como entender a organização social de ocupação das bacias hidrográficas enquanto território das águas e dos usos e abusos socioeconômicos. Utilizou-se como base empírica, análise de dados documentais em gabinete e levantamentos georeferenciado no campo durante os trabalhos de campo. O trabalho foi pautado em dez visitas de campo ao longo do médio curso do rio Mamanguape, considerando as áreas de ocupação canavieira, áreas de assentamento rural, zona rural e zona urbana das cidades que perfazem o percurso estudado. Num primeiro momento foi realizada uma viagem de reconhecimento e mapeamento da área de estudo, para uma caracterização da bacia. Nas viagens posteriores foram levantados e georeferenciados 13 pontos de atividades sócio-econômicas, bem como ações humanas causadoras de impactos ambientais no meio natural. Durante as viagens geográficas, foram entrevistados vários atores sociais que em suas falas, deram testemunho dos conflitos gerados na relação homem-natureza, também ficou claro na participação destes atores sociais a possibilidade de colaboração em trabalhos de campo que incluam as comunidades ribeiras. Enquanto considerações finais a partir da interpretação dos dados levantados e analisados, identificou diversas áreas com ação impactante interferindo sobremaneira nos segmentos: ambiental, sócio-econômico e cultural. A cobertura vegetal constituída pela mata ciliar se encontra degradada com perda de sua biodiversidade e recursos naturais (água, solo e avifauna); assoreamento de canais fluviais, com perda de solo e sedimentos que são carreados para a calha do rio; contaminação das águas fluviais ocasionada pela emissão de efluentes de esgoto doméstico e lixo sólido dos centros urbanos; desmatamentos gerados pelas atividades agropastoris; extração de areia e argila, alterando o leito do rio; prática de agricultura obsoleta (queimadas); peças históricas que fazem parte da modelagem geográfica, abandonadas, sendo erodidas pelo tempo. Enquanto o rio corre profundamente degradado pelas ações socioeconômicas.

Palavras-chave: Águas, Degradação e rio Mamanguape.

Nenhum comentário: