sexta-feira, 19 de maio de 2017

A Soberania Popular pede Diretas Já

Imagem extraída do site de Ricardo Antunes, 02/03/2017.
Por: Belarmino Mariano Neto

Depois de ontem com a flagrante queda do governo ilegítimo de TEMER (PMDB, PSDB, DEM...), três questões me deixaram em estado de reflexão nestes últimos dias. a primeira é sobre a ideia de verdade? A segunda é sobre o preço do silêncio? A terceira é sobre a impunidade?
A Grande Mídia Nacional, capitaneada pelo Sistema Globo, com informações secretas e privilegiadas, passou a manipular dados e pessoas, alterando completamento o sentido da verdade.  A verdade milhares de vezes manipulada, alterada, interpretada e esgarçada, vai se tornando uma meia verdade. 
Sobre o silêncio, já havia escutado de muitos sábios o quanto o silêncio é importante, pois podemos aprender com ele. A voz do silêncio é suave e para alguns  e verdadeiramente divina. Mas, quando estamos falando sobre o silêncio do Ex-Deputado Federal e Ex-Presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB), cassado e preso por corrupção e uma dezena de outros crimes. Aquele que tinha maioria constante dentro do Congresso e que foi abandonado pelos aliados de uma dezena de partidos, ficamos a pensar sobre a valiosa verdade do silêncio de Cunha? Quem estava tão interessado pelo seu silêncio sepulcral do Cunha? Sobre a impunidade tratarei ao final desse artigo.