quinta-feira, 17 de março de 2011

Selo de Igualda racial é conquistado por escola quilombola da Paraíba

CURSO DE EXTENSÃO FOI UM SUCESSO

O Curso de Extensão: “Cidadania e Identidades Negras nas Escolas: Os Conteúdos de História, Cultura Afrobrasileira e Africana na Sala de Aula” foi o mais novo Curso de Extensão da UEPB, Dep. de Geo-História, lançado pelo Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas (Neab-í) e executado no município de Alagoa Grande-PB. Os professores Waldeci Ferreira, Ivonildes Fonseca, Rosilda Alves e Luis Tomás e equipe afirmaram que a experiência foi um Sucesso e para 2011 a ideia será atender outros municípios da região. Esse curso pode ter contribuido com a conquista do prêmio nacional que a ESCOLA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL FIRMINO SANTINO DA SILVA - ALAGOA GRANDE – PB (ESCOLA QUILOMBOLA) conquistou recentemente.

veja o link abaixo. Vale salientar que foi a única escola em todo o Estado da Paraíba a ser laureada com esse importante selo:

http://www.seppir.gov.br/selo-de-educacao-para-a-igualdade-racial-2010

Um reconhecimento de mérito na implementação da Lei nº 10.639/03 para unidades escolares, Secretarias estaduais e municipais de Educação.

Selo vai premiar experiências de Educação para a Igualdade Racial em março

Terminadas as inscrições em 2010, a entrega do Selo de Educação para a Igualdade Racial está prevista para março, mês em que é comemorado o Dia Internacional pela Eliminação da Discriminação Racial. O Selo de Educação é uma parceria da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR), firmada com a Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade do Ministério da Educação (SECAD), a Organização das Nações Unidas para a Educação a Ciência e a Cultura (UNESCO), Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME) e Conselho Nacional de Secretários de Educação (CONSED).

A Secretária de Políticas de Ações Afirmativas da SEPPIR, Anhamona de Brito, acredita que o Selo irá potencializar a implementação da Lei 10.639 no país: “O Selo Educação para Igualdade Racial alcançará, na atual gestão da SEPPIR, o status de projeto especial na tentativa de subsidiar o ministério de informações sobre implementação da Lei trazidas pelas instituições de ensino tanto municipais quanto estaduais, como também pelas próprias Secretarias de Educação. Esta iniciativa não é uma construção isolada, a SEPPIR também contou com o empenho do Centro de Estudos das Relações de Trabalho e Desigualdade (CEERT), do Canal Futura e do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado da Bahia(IFBA).”

Na ocasião da premiação, que contará com a presença da ministra da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, Luiza Bairros, serão reconhecidas até 100 experiências realizadas por Unidades Escolares de Educação Básica, Secretarias de Educação Municipais e Secretarias de Educação Estaduais na implantação das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-raciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-brasileira e Africana, tendo como foco, a Lei nº 10.639/2003 e o recém aprovado Estatuto da Igualdade Racial.

O projeto tem como objetivo contribuir para a construção, em sala de aula, de conhecimentos que valorizem o patrimônio histórico e cultural dos povos negros no Brasil e na África. E que apontem para a riqueza da diversidade cultural como marca característica da sociedade do país, fortalecendo, com isto, a identidade nacional.

Compõe o Selo de Educação para a Igualdade Racial um conjunto de objetos simbólicos e iniciativas editoriais que visam divulgar e valorizar as experiências vencedoras em âmbito nacional. Entre os objetos estão um estandarte, um diploma e 10 broches oferecidos às instituições como símbolos de distinção. Além desses, as instituições brindadas com o Selo receberão um kit de livros e outros materiais didáticos que auxiliem no processo pedagógico voltado para a implantação das diretrizes da lei 10639/2003.

Como forma de compartilhamento e divulgação no circuito educacional do país, as experiências vencedoras serão relatadas no site do Selo na Internet, além de constarem de uma publicação impressa e ilustrada. Para a professora Celly Vianna, do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Estado da Bahia (IFBA), “esta honraria levará o grande público a conhecer e reconhecer os projetos, sendo estes no futuro imitados ou transformados de acordo com a realidade de cada local. Além disso, poder-se-á com a análise dos projetos enviados pelas Instituições mensurar a forma como a temática vem sendo abordada e onde a lei está sendo cumprida”.

A seleção dos avaliadores vai ser feita pela IFBA e, segundo Celly Vianna se dará mediante análise do currículo Lattes, de ações desenvolvidas na área, da participação em cursos de aperfeiçoamento e eventos e de publicações produzidas acerca da temática.



_______________________________________________________________

SELO EDUCAÇÃO PARA IGUALDADE RACIAL 2010 - INSTITUIÇÕES CONTEMPLADAS



1) COLÉGIO ESTADUAL DUQUE DE CAXIAS – ESCOLA QUILOMBOLA- JEQUIÉ - BA

2) ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA E PROFISSIONAL FUNDAÇÃO BRADESCO - PINHEIRO - MA

3) ESCOLA ESTADUAL VERENA LEITE DE BRITO (ÁREA QUILOMBOLA) – VILA BELA DE SANTÍSSIMA TRINDADE - MT

4) ESCOLA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO INFANTIL E ENSINO FUNDAMENTAL FIRMO SANTINO DA SILVA - ALAGOA GRANDE – PB (ESCOLA QUILOMBOLA)

outros estados tbm conquiestaram esse prêmio...

Nenhum comentário: