quarta-feira, 11 de abril de 2012

DO TERRITÓRIO DE EXPLORAÇÃO AO TERRITÓRIO DE ESPERANÇA:

Por:
Diego Pessoa Irineu de França
Belarmino Mariano Neto
Cleityane Sabino Freire

Introdução

O Presente trabalho busca discutir o processo de apropriação do espaço por um
grupo de assentados que ao conquistar a terra estabeleceram uma nova forma de
organização territorial que por sua vez, propiciou uma reconfiguração nas relações de
trabalho preexistentes. Essa forma de apropriação camponesa do espaço considerada
como um processo de luta, tanto para a conquista da terra como para a permanência,
entendemos como a  conquista  e ao mesmo tempo a  construção  de “territórios de
esperança”.
Essa forma de abordagem do território vem sendo construída por Moreira e
Targino (2007) na pesquisa que envolve as diversas frentes de luta pela terra na Paraíba.
Porém, não se restringe a compreensão do ganho da terra, mas também as diferentes
formas produção através das quais os camponeses garantem sua existência a partir do
trabalho familiar.
Leia o artigo na integra:
http://www4.fct.unesp.br/ceget/ANAISXII/GT2/TRABALHOS/GT_2_11Diego.pdf

Nenhum comentário: